fbpx

Conheça as debêntures preferidas pelos fundos

Debêntures: veja as preferidas pelos fundos

Compartilhe este post

Conheça as debêntures preferidas pelos fundos

Com as altas taxas de juros, os investidores têm dado cada vez mais atenção aos ativos de renda fixa – entre eles, as debêntures.

Uma das vantagens desses papéis é que, por envolver um componente de risco adicional (o risco de crédito da empresa emissora), seu retorno costuma ser mais alto do que o de outros papéis, como os títulos públicos emitidos pelo governo federal.

Quais são as debêntures favoritas dos gestores de fundos de investimentos? Os experts Quantum fizeram, a pedido do InfoMoney, um relatório exclusivo que indica quais são os papéis mais presentes nas carteiras.

Metodologia: Foram identificados os papéis mais presentes em fundos que possuem debêntures, totalizando 1.374 carteiras regidas pela instrução 555 da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que foram mais recentemente desomitidas – competência de novembro de 2022.

Os papéis da Claro (BCPSA1) são os que concentram o maior volume, com R$ 4,3 bilhões presentes em 36 fundos, oferecendo uma taxa de emissão equivalente ao CDI mais 1,4% ao ano.

Logo em seguida, as debêntures da NCF Participações (NCFP14), uma das holdings controladoras do Bradesco, apresentam uma rentabilidade de CDI mais 1,5% ao ano e estão presentes em 322 fundos, somando um montante de R$ 3,3 bilhões nas carteiras.

Em terceiro lugar, estão as debêntures da B3 (BSA316), que oferecem CDI mais 1,3% na emissão e estão presentes em 240 fundos, totalizando R$ 3 bilhões.

É importante ressaltar que os dados considerados foram os mais recentes totalmente abertos para análise no site da CVM.

Ranking das 20 debêntures preferidas dos fundos de investimento, elaborado pela Quantum:

 

RankTickerDebênturesValor (R$)Número de Fundos
1BCPSA1BCPSA1 – CLARO – 20240328 – DI + 1.4%4.310.412.913,9336
2NCFP14NCFP14 – NCF PARTICIPAÇÕES – 20231223 – DI + 1.5%3.366.870.586,24322
3BSA316BSA316 – B3 – 20270805 – DI + 1.3%3.091.704.417,41240
4CIEL16CIEL16 – CIELO – 20250920 – DI + 1.2%2.911.278.252,45195
5ITSA15ITSA15 – ITAUSA – 20250808 – DI + 1.12%2.487.218.545,17101
6ELET22ELET22 – CENTRAIS ELETRICAS BRASILEIRAS ELETROBRAS – 20240425 – DI + 1%2.164.017.410,68169
7TLPP27TLPP27 – TELEFÔNICA BRASIL – 20270712 – DI + 1.35%2.074.211.427,04157
8EQTL55EQTL55 – EQUATORIAL ENERGIA – 20250224 – DI + 1.4%2.056.354.703,5584
9ASAI14ASAI14 – SENDAS DISTRIBUIDORA – 20271126 – DI + 1.75%2.001.942.155,15349
10HAPV13HAPV13 – HAPVIDA PARTICIPACOES E INVESTIMENTOS – 20290510 – DI + 1.6%1.974.767.298,92277
11MGLUA0MGLUA0 – MAGAZINE LUIZA – 20261015 – DI + 1.25%1.931.797.739,98210
12CCROA6CCROA6 – CCR – 20290115 – DI + 1.7%1.801.963.788,64285
13EQTL15EQTL15 – EQUATORIAL ENERGIA – 20261215 – DI + 1.55%1.795.005.036,69292
14UGPA16UGPA16 – ULTRAPAR PARTICIPAÇÕES – 20230305 – 105.25% do DI1.768.744.618,3078
15TIMS12TIMS12 – TIM – 20280615 – IPCA + 4.1682%1.646.655.957,711
16RLOG11RLOG11 – COSAN – 20250825 – DI + 2.65%1.615.541.661,18349
17BRKPA0BRKPA0 – BRK AMBIENTAL PARTICIPAÇÕES – 20270415 – DI + 2.4%1.615.340.435,54223
18LCAMA9LCAMA9 – UNIDAS (EX LOCAMERICA) – 20260115 – DI + 2.4%1.590.898.026,67423
19RDORB9RDORB9 – REDE DOR SÃO LUIZ – 20310820 – DI + 1.9%1.552.813.056,58318
20TLPP17TLPP17 – TELEFÔNICA BRASIL – 20250712 – DI + 1.12%1.534.580.722,9532

Vantagens e desvantagens das debêntures

Segundo a reportagem do InfoMoney, as debêntures são títulos de crédito negociados no mercado de capitais e emitidos por empresas. Seu funcionamento se assemelha ao dos títulos públicos do Tesouro Direto, mas em vez de financiar o governo, o dinheiro investido é utilizado pela empresa para realizar investimentos de grande porte. Optar por debêntures pode trazer diversificação para a carteira de investimentos, uma vez que empresas de diferentes portes, setores e com objetivos distintos emitem esses papéis. No entanto, algumas debêntures podem ter um prazo muito longo de vencimento, o que impede o resgate antecipado do dinheiro aplicado.

A liquidez das debêntures pode ser restrita, o que pode dificultar a venda no mercado secundário. Em caso de falta de liquidez, a empresa emissora é obrigada a recomprar os títulos dos investidores que não aceitarem as novas condições, mas isso pode frustrar as expectativas do investidor caso suas condições de investimento tenham sido alteradas.

CONFIRA AGORA A MATÉRIA COMPLETA:

Compartilhe este post

Menu