fbpx

Panorama CDBs: Taxas chegam a 121% do CDI e atrelados à inflação pagam até 7,10%

Cenários dos CDBs: Taxas chegam a 121% do CDI

Compartilhe este post

Panorama CDBs: Taxas chegam a 121% do CDI e atrelados à inflação pagam até 7,10%

De acordo com nosso último levantamento,  a pedido do portal Infomoney, entre os dias 28 de fevereiro e 13 de março, os juros máximos entregues por CDBs atrelados ao CDI a 121% do CDI, acima dos 115% do CDI vistos no último período analisado, entre os dias 14 e 27 de fevereiro.

As expectativas sobre um arcabouço fiscal crível e a queda dos juros futuros faz com que os títulos atrelados ao CDI precisassem pagar agora um pouco a mais, e assim oferecer o mesmo retorno para os investidores. Isso levou ao aumento das taxas dos papéis, conforme afirmou o coordenador da mesa de renda fixa da XP, Leonardo Fontanezi. “É um movimento natural”.

Além disso, outra explicação foi a liquidação extrajudicial de duas financeiras de pequeno porte, BRK Financeira e da Portocred Financeira, que, na visão do sócio e gestor de portfólio da G5 Partners, também pode ter afetado o nível das taxas.

As taxas médias dos papéis atrelados ao CDI também, na maior parte dos prazos, avançaram. A maior alta foi registrada pelos papéis com prazo de 24 meses: os juros médios saíram de 100,17% do CDI para 102,34% do CDI. Já o retorno máximo para esse prazo chegou a 111% do CDI.

 

Retornos brutos de CDBs indexados ao CDI (de 28/02 a 13/03)

Prazo (meses)IndexadorTaxa mínimaTaxa médiaTaxa máximaN de títulosEmissor da maior taxa
3%CDI97,50%101,15%104,50%  18BANCO ABC BRASIL
6%CDI97,50%101,15%115,00%   57ESTRELA MINEIRA FINANCEIRA
12%CDI90,00%100,83%121,00%   80ESTRELA MINEIRA FINANCEIRA
24%CDI98,00%102,34%111,00%   50HAITONG BANCO DE INVESTIMENTOS DO BRASIL
36%CDI100,00%103,98%112,00%    64HAITONG BANCO DE INVESTIMENTOS DO BRASIL

Fonte: Quantum Finance

 

CDBs atrelados à inflação

Ocorreu elevação nos retornos de CDBs indexados ao IPCA. Entre os dias 28 de fevereiro e 13 de março, a rentabilidade real máxima entregue por papéis com vencimento a partir de 36 meses saltou de 5,55% para 7,10% ao ano.

Isso também aconteceu com as taxas médias reais entregues por produtos com vencimento a partir de 36 meses, que subiram de 5,45% para 6,61% ao ano no levantamento atual.

Avanços também aconteceram nos retornos oferecidos por CDBs com vencimento em 24 meses, em que a taxa real mais elevada subiu de 5,30% para 6,90% ao ano.

 

Retornos brutos de CDBs indexados à inflação (de 28/02 a 13/03)

Prazo (meses)IndexadorTaxa mínimaTaxa médiaTaxa máximaNúmero de títulosEmissor da maior taxa
12IPCA6,24%6,24%6,24% 1BANCO BTG PACTUAL
24IPCA5,05%6,48%6,90%  50HAITONG BANCO DE INVESTIMENTOS DO BRASIL
36IPCA5,15%6,61%7,10%   57HAITONG BANCO DE INVESTIMENTOS DO BRASIL

 

Fonte: Quantum Finance

CDBs prefixados

Grande parte das taxas oferecidas por prefixados também passou por uma alta na última quinzena. No caso de papéis com vencimento a partir de 36 meses, o juro máximo saiu de 13,67%, entre os dias 14 e 27 de fevereiro, para 14,75% ao ano no último levantamento.

A elevação mais expressiva ocorreu nos papéis com prazo de 24 meses, nele o retorno máximo chegou a 13,80% ao ano, contra 13,14% no período anterior.

Retornos brutos de CDBs prefixados (de 28/02 a 13/03)

Prazo (meses)IndexadorTaxa mínimaTaxa médiaTaxa máximaNúmero de títulosEmissor da maior taxa
3PREFIXADO13,30%13,41%13,85% 9BANCO DAYCOVAL
6PREFIXADO13,00%13,48%13,88%  18BANCO DAYCOVAL
12PREFIXADO12,60%13,23%13,78%  19BANCO DAYCOVAL
24PREFIXADO12,10%13,16%13,80%  13HAITONG BANCO DE INVESTIMENTOS DO BRASIL
36PREFIXADO13,13%14,07%14,75%   37HAITONG BANCO DE INVESTIMENTOS DO BRASIL

 

Fonte: Quantum Finance

 

Para saber mais, acesse a matéria completa:

Compartilhe este post

Menu