O Mercado de ETFs e disputa das corretoras | Valor Investe

Análise Mercado de ETFs Quantum e Valor Investe

Compartilhe este post

O Mercado de ETFs e disputa das corretoras | Valor Investe

Com oito ETFs (fundos de índices) replicando o Ibovespa, principal índice da B3, a disputa pela atenção – e dinheiro – do investidor está cada dia mais acirrada. Como a gestão é passiva e atrelada ao mesmo índice, o espaço para a “briga” fica na taxa de administração. Desta forma, a Quantum realizou uma análise sobre o mercado de ETFs, reunindo dados importantes sobre as corretoras e as taxas de administração praticadas ao longo do tempo. Os dados, extraídos da plataforma Quantum Axis, foram também publicados em matéria do Valor Investe.

Um movimento interessante e que ilustra a disputa pelo mercado foi a isenção da taxa do BOVX11, ETF da XP INc, atrelado ao  Ibovespa e lançado em junho deste ano. A partir de segunda (26/7), não haverá cobrança de taxa até que o fundo de índice atinja a marca de R$ 1 bilhão de patrimônio.  Segundo a corretora, a promoção tem como objetivo tornar o BOVX11 o maior ETF do país nos próximos anos.

Esta decisão pode demonstrar mais do que a pretensão de ser o maior ETF do Brasil, Afinal, a isenção da taxa da XP começa no mesmo dia da estreia do ETF de Ibovespa do BTG Pactual, que chega ao mercado com taxa de 0,03% ao ano, que seria a mais barata disponível.

Para deixar mais claro como a disputa pelo investidor interessado nesse tipo de ETF vem escalando nos últimos anos, a Quantum fez um levantamento, divulgado pelo Valor Investe,  mostrando a evolução da quantidade de ETFs de Ibovespa listados e a queda na média das taxas de administração ao longo dos últimos cinco anos.  O quadro abaixo resume os movimentos do mercado competidor.

Análise Mercado ETFs - Produção Quantum

 

Mercado em ascensão

Apesar de os ETFs serem considerados uma forma prática e barata (pelas baixas taxas de administração) de diversificar a carteira, eles representam apenas 0,6% na carteira dos investidores do país contra 18% em mercados desenvolvidos. No entanto, este tipo de investimento vem ganhando cada vez mais adeptos no mercado nacional. Em junho, 443 mil investidores já tinham pelo menos um ETF em seu portfólio – um aumento de 81% em relação a dezembro de 2020. Desse total, 438.729 eram investidores pessoas físicas.

O patrimônio total investido em ETFs somava R$ 47 bilhões no fim de junho, valor 23,7% acima do observado em dezembro de 2020 eram cerca de R$ 25 bilhões estavam concentrados apenas em ETFs que replicam o Ibovespa. A Quantum também realizou um levantamento sobre o número de cotista por ETF – resultado verificado na tabela a seguir:

Análise Mercado ETFs: evolução de cotistas por ETF Quantum

 

Todos os dados para análise dos ETFs foram retirados do Quantum Axis, a plataforma mais abrangente e robusta do mercado nacional. Usada por bancos, assets, corretoras e outros agentes do mercado, ela permite que profissionais do mercado encontrem em um só lugar todas as informações relevantes sobre ativos negociados no Brasil e no exterior.

 

Análise Quantum:  Mario Soares 
Reportagem: Weruska Goeking, Valor Investe — São Paulo
Matéria na íntegra: Valor Investe
Publicação: 26/07/2021

Compartilhe este post

Menu