fbpx

Americanas: prejuízo de R$ 4,6 bi até o 3T23 e impacto da crise nas debêntures

Americanas: R$ 4,6 bi de prejuízo até o 3T23 e impacto da crise nas debêntures

Compartilhe este post

Americanas: prejuízo de R$ 4,6 bi até o 3T23 e impacto da crise nas debêntures

A Americanas (AMER3) divulgou nesta segunda-feira (26) os tão aguardados resultados referentes aos três primeiros trimestres de 2023.

Os números não vinham sendo divulgados desde a fraude bilionária nas demonstrações financeiras da companhia, constatada em janeiro de 2023. Finalmente publicados, eles revelam um prejuízo líquido de R$ 4,61 bilhões nos nove primeiros meses do último ano.

Este resultado representa uma redução de 23,5% em relação ao mesmo período de 2022. Com os números ajustados após constatada a fraude, a Americanas teve prejuízo líquido de R$ 6,02 bilhões nos primeiros meses de 2022.

A receita da companhia também caiu, de R$ 18,7 bilhões nos primeiros nove meses de 2022, para R$ 10,2 bilhões no mesmo período de 2023, o que equivale a uma redução de 45,1%.

Já o endividamento líquido cresceu 10,6%, chegando a R$ 33,443 bilhões no encerramento do 3T23.

Americanas no mercado de crédito privado 

Ainda que os resultados não tivessem sido divulgados até então, um bom termômetro do sentimento do mercado profissional em relação à saúde financeira das Americanas é avaliar a marcação no secundário das debêntures da empresa. Essa atividade é conduzida por gestores de crédito privado, que acompanham esses ativos para composição de seus produtos financeiros.

A empresa era uma das companhias mais bem avaliadas pelas agências de risco, mas a situação mudou radicalmente após a divulgação da fraude.

Para entender a situação das debêntures da Americanas, a Quantum realizou um levantamento sobre os títulos emitidos pela empresa e constatou diferenças significativas entre os horizontes anterior e posterior à crise.

Efeitos do caso Americanas nos preços das debêntures 

Tomando como exemplo a debênture LAMEA5, é possível notar, a partir da divulgação do fato relevante, em 11/01/2023, um aumento expressivo do spread entre o PU Par e o PU Indicativo, ou seja, entre o valor esperado do papel no momento da emissão e o valor que o mercado realmente está marcando para a debênture. 

debentures americanas lamea5

Fonte: Quantum Finance / CETIP 

Até o fato relevante, seu P.U. Par tinha um spread de 0,75% do PU Indicativo, mostrando um baixo spread de risco de crédito na marcação a mercado em relação a curva do papel. No primeiro dia após o fato relevante, 11/01/2023, o PU indicativo caiu para 50% da curva. 

Poucos dias depois, em 16/01/2023, o PU indicativo caiu para aproximadamente 40% da curva. Uma semana após o fato relevante, o PU Indicativo caiu para aproximadamente 25% da curva. 

Ao decorrer de 2023 os negócios de LAMEA5 foram feitos não ultrapassando 20% da curva. 

A situação é similar para as demais debêntures de Americanas: 

debentures americanas btow15

debentures americanas lamea4

debentures americanas lamea6

debentures americanas lamea7 

Fonte: Quantum Finance / CETIP 

Impacto no volume de negócios envolvendo debêntures 

Uma outra forma de visualizar o impacto do rombo é por meio do volume de negociações das debêntures da Americanas no mercado secundário. 

Comparado com o cenário de 2022, o ano de 2023 representou uma queda intensa tanto no volume financeiro quanto no número de dias com negócio. Vale ressaltar que LAMEA7 foi emitida apenas em 08/07/2022. 

Volume financeiro (em R$ milhões) 
Ativo 2022 2023 
BTOW15  R$                 163,15   R$                  3,15  
LAMEA4  R$                 402,71   R$                43,47  
LAMEA5  R$                 148,52   R$              143,90  
LAMEA6  R$                 197,88   R$                  9,86  
LAMEA7  R$              1.061,52   R$              266,28 

 

Número de dias com negócio 
Ativo 2022 2023 
BTOW15                              198                              22  
LAMEA4                                 80                              18  
LAMEA5                                 37                              29  
LAMEA6                              162                              34  
LAMEA7                                 57                              71 

Fonte: Quantum Finance / CETIP 

A seguir, levantamos o histórico do número de negócios envolvendo as debêntures da Americanas, com recorte a partir de setembro de 2022 até janeiro de 2024. 

Confira: 

negocios btow15negocios lamea4negocios lamea5negocios lamea6negocios lamea7negocios lamea8 

Fonte: Quantum Finance / CETIP 

A base de dados mais completa para analisar debêntures 

As soluções Quantum contam com uma base de ativos com todas as debêntures negociadas no mercado brasileiro, além de ferramentas que auxiliam o profissional a tomar decisões assertivas a partir de dados precisos. 

Aqui, os profissionais têm acesso a ferramentas como: documentos oficiais, fluxo de emissões, indicadores e séries de dados, call das corretoras, curvas de juros, calculadora de PU e taxa, lâminas e muito mais. 

Para saber mais, preencha o formulário abaixo, que um de nossos experts entrará em contato! 

Conheça a solução da Quantum ideal para você

Compartilhe este post

Menu