fbpx

Previdência privada: quais os retornos dos planos por perfis?

EFPC: Rentabilidade dos planos por perfis de investimentos

Compartilhe este post

Previdência privada: quais os retornos dos planos por perfis?

A Quantum tem a maior base de dados e um conjunto de ferramentas analíticas para acompanhamento das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (EFPC).

EFPC são as fundações de direito privado ou de sociedade civil, responsáveis pelo gerenciamento de planos de previdência de colaboradores de empresas ou de profissionais associados a entidades de classe. 

Leia também: Fundos previdenciários: como escolher os melhores

Monitoramos cerca de 300 fundações e disponibilizamos informações relevantes e atualizadas sobre esse segmento como:
  • Carteiras detalhadas dos planos
  • Carteiras consolidadas
  • Fundos mais investidos pelas fundações
  • Informações cadastrais das fundações, consultorias atuariais e auditores
  • Modalidades e metas atuariais dos planos
  • Políticas de Investimentos
  • Rentabilidade dos planos

Novo estudo

Agora, nossos experts acabaram de produzir um levantamento especial sobre os retornos dos planos de previdência complementar por perfis de investimentosconservadores, moderados e agressivos -, em diferentes janelas temporais.  

Foram avaliados 135 planos que estão em funcionamento e possuem essas segmentações. 

Portanto, se trata de um estudo inédito que dá um termômetro do segmento.

Confira os detalhes:

Retorno dos planos por perfis de risco: conservadores, moderados e agressivos

Primeiramente, veja a amostra de EFPC utilizada:

Tipo

Número de perfis avaliados

Conservador

59
Moderado

41

Agressivo

35
Total

135

Considerando a data-base 27/07/2022, as rentabilidades apresentadas foram:

Planos de Previdência Complementar

3 meses6 meses12 meses24 meses36 meses
Conservador – Média2,62%5,50%8,95%12,53%

18,11%

Moderado – Média

1,20%2,51%2,22%8,65%15,81%
Agressivo – Média0,24%0,41%-2,12%5,96%

13,39%

Conservador – Mediana

2,93%5,75%9,45%12,56%17,40%
Moderado – Mediana1,23%2,46%2,17%8,44%

16,40%

Agressivo – Mediana

0,32%0,38%-1,59%6,65%13,37%
Benchmarks– – – – 

– 

CDI

3,11%5,72%9,39%12,05%16,79%
Ibovespa-4,37%-8,01%-15,30%0,25%

1,33%

Dólar

5,47%-3,15%1,30%-0,29%

37,81%

Fonte: Quantum Finance

O que se nota é que os planos com perfil conservador apresentaram retornos médios próximos ao CDI nos períodos de 3, 6 e 12 meses. Já nas janelas de 24 e 36 meses, eles superaram o CDI, na média.

Ressaltamos a evolução da Selic no período, sendo que o CDI caminha próximo da taxa básica da economia:

Já os planos moderados e agressivos ficaram acima do Ibovespa em todas as janelas de tempo analisadas. Por exemplo, em 36 meses, enquanto o principal indicador da Bolsa teve valorização de 1,33%, os planos moderados tiveram rentabilidade média de 15,81% e os agressivos, de 13,39%. 

Aqui também vale destacar que o ambiente desafiador para ações e outros ativos arriscados. Entre os fatores que impactaram: a pandemia, a guerra entre Rússia e Ucrânia e a alta da inflação e dos juros em economias desenvolvidas como Europa e Estados Unidos. 

Portanto, essas são algumas informações que indicam como está a atuação das fundações!

Quer saber mais sobre nossas soluções para monitorar de perto o segmento de planos de previdência complementar? 

Fale com a gente e fique por dentro das nossas ferramentas analíticas

Compartilhe este post

Menu