fbpx
IDIV: Destaques positivos e negativos do Índice Dividendos

Compartilhe este post

IDIV: destaques positivos dentro do Índice Dividendos

Se tem uma palavra que atrai a atenção de investidores e profissionais do mercado de capitais, esta palavra é dividendos. As empresas que remuneram bem os acionistas aparecem bastante no noticiário e são muito buscadas na bolsa brasileira.

Na B3, tem o IDIV (Índice Dividendos), benchmark que envolve as ações das maiores pagadoras de proventos.

Mais especificamente, o IDIV é uma carteira teórica de ativos que tem o objetivo de ser o indicador do desempenho médio das empresas listadas na B3 que mais remuneram os acionistas, seja por dividendos e/ou juros sobre capital próprio (JCP ou JSCP).

No Brasil, a legislação obriga as companhias de capital aberto a repassarem um mínimo de 25% do lucro líquido aos acionistas na forma de proventos, proporcionais à participação do investidor na empresa. Ou seja, quanto maior a quantidade de ações possuída, maiores os proventos recebidos.

Qual é a diferença entre dividendos e juros sobre capital próprio?

Os dividendos e os JSCP são duas formas de pagamento de proventos e se diferem, especialmente, na forma de tributação.

No caso dos dividendos, a remuneração é lançada na contabilidade da empresa como lucro, o que faz com que a própria companhia arque com os impostos incidentes.

Já os JSCP são lançados na contabilidade como despesas, isentando a empresa do pagamento de impostos. Nesse caso, a tributação fica a cargo do investidor, que paga uma alíquota de 15% no imposto de renda.

Inclusive, esse dispositivo fiscal dos JSCP está na mira do Ministério da Fazenda. O titular da pasta, Fernando Haddad, diz que a equipe econômica estuda formas de inibir o que classificou como “engenharia tributária”.

Quais empresas são boas pagadoras de dividendos?

Embora a legislação brasileira exija o repasse de apenas 25% do lucro líquido, muitas companhias abertas repassam proporções maiores e se destacam em volume de dividendos pagos aos investidores.

Empresas de qualidade e boas distribuidoras e proventos costumam ter as seguintes características:

  • Gestão eficiente;
  • Preocupação com ESG;
  • Marcas fortes;
  • Participação expressiva em determinado segmento ou nicho de mercado;
  • Grande mercado consumidor de seus serviços e/ou produtos;
  • Alto nível de receitas;
  • Forte capacidade de geração de caixa;
  • Baixo nível de endividamento e finanças saudáveis;
  • Foco em inovação;

Investir em empresas de qualidade, que distribuem bons proventos é uma estratégia mais defensiva que pode ser adotada ao investir na bolsa. 

No entanto, é importante ressaltar que o fato de algumas distribuírem mais proventos do que outras não significa necessariamente que sejam melhores. Para fazer escolhas, é preciso avaliar caso a caso.

Desempenho da carteira do IDIV

Com tudo isso em mente, listamos as ações da carteira do IDIV com os melhores e piores desempenhos em 2023 e no acumulado dos últimos 12 meses (data de corte: 18/12/2023). 

Em 12 meses, o IDIV teve alta de 29,04%, superior ao Ibovespa, indicador das ações mais negociadas na Bolsa, que acumula valorização de 26,36% no mesmo período. 

Já no acumulado de 2023, o IDIV tem valorização de 22,75%, enquanto o Ibovespa apresenta avanço de 19,46%.

Veja:

 

IDIV e Ibovespa t~em ótimo desempenho em 2023

Fonte: Quantum Finance

Agora, vamos analisar os destaques da carteira do IDIV.

Top 10 ações do IDIV com maiores dividendos em 2023

Estas são as ações que mais pagam dividendos em 2023, considerando os ativos que compõem a carteira do IDIV.

Em meio a perspectiva de uma nova política de distribuição de proventos, Petrobras (PETR4 e PETR3) figura no top 3, representando também dois dos cinco ativos com maiores pesos no IDIV.

Veja:

AtivoPesoDividend YieldRetorno AnoRetorno 12 Meses
METAL LEVE ON NM – LEVE30,59%38,27%57,30%73,42%
PETROBRAS PN – PETR45,31%32,84%88,67%109,73%
PETROBRAS ON – PETR34,58%29,01%69,71%91,04%
GRENDENE ON NM – GRND30,57%22,53%36,01%34,67%
AUREN ON NM – AURE31,30%20,89%11,36%16,25%
CSNMINERACAOON N2 – CMIN32,53%18,58%100,74%113,01%
SID NACIONAL ON – CSNA32,67%17,88%45,95%56,96%
COPASA ON NM – CSMG31,19%17,57%52,87%56,87%
TRAN PAULIST PN N1 – TRPL42,28%15,04%13,96%26,47%
LAVVI ON NM – LAVV30,19%14,94%92,62%99,31%

Fonte: Quantum Finance, com data de fechamento em 18/12/23.

Top 10 ações do IDIV com maiores retornos em 2023

Confira a seguir os ativos da carteira do IDIV que se destacaram positivamente com os maiores retornos em 2023.

AtivoPesoRetorno AnoRetorno 12 MesesDividend Yield
CSNMINERACAOON N2 – CMIN32,53%100,74%113,01%18,58%
LAVVI ON NM – LAVV30,19%92,62%99,31%14,94%
PETROBRAS PN – PETR45,31%88,67%109,73%32,84%
BRASIL ON NM – BBAS34,43%73,83%88,95%14,02%
PETROBRAS ON – PETR34,58%69,71%91,04%29,01%
TRISUL ON NM – TRIS30,13%65,74%72,77%4,25%
RANDON PART PN N1 – RAPT40,74%63,89%71,48%6,21%
CAIXA SEGURION NM – CXSE31,97%59,92%78,76%13,07%
METAL LEVE ON NM – LEVE30,59%57,30%73,42%38,27%
COPASA ON NM – CSMG31,19%52,87%56,87%17,57%

Fonte: Quantum Finance, com data de fechamento em 18/12/23.

[VEJA AS AÇÕES DO IBOVESPA COM MAORES ALTAS EM NOVEMBRO E 2023

Acompanhe o desempenho do IDIV e de outros índices da B3

Os índices da B3 são ótimas referências para os investidores e profissionais avaliarem o desempenho de setores e segmentos do mercado brasileiro. Com as soluções Quantum, é possível analisar de forma ainda mais detalhada a performance dos índices.

Em ‘Carteira de Índices’, os investidores têm acesso à composição das carteiras, conseguem analisar o desempenho dos índices e comparar a performance dos ativos que o compõem. São disponibilizadas as seguintes informações:

  • Composição da carteira dos índices
  • Pesos dos ativos nos índices
  • Valores negociados
  • Dividend Yield
  • Retornos em várias janelas de tempo
  • Alpha 
  • Beta
  • Indicadores fundamentalistas no caso das ações

Entre em contato com um de nossos especialistas através do formulário abaixo e saiba mais sobre as nossas soluções!

Compartilhe este post

Menu